segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Uma Semana

15/06/2020

Nesse ínfimo espaço de tempo
Nessa fagulha instantânea
Blinde-se, blinde-se
Das explosões, das poluições, do tédio, do vazio, do desejo, do viril
Do que lhe parte a alma
Em cacos invisíveis
Porém afiados

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Nós


Eu ainda tento te encontrar pelas estradas arruinadas do cotidiano, mesmo que seja um ledo engano, uma fantasia que se esvai ao cair do pano, um delírio instantâneo... Eu ainda insisto no misto entre sonho e realidade, um meio termo, um ponto comum que possa saciar minha insaciedade. Um amor que me ame pela metade, que me encha de vontade de me dividir, mesmo sendo indivisível. Não quero ser todo seu, deixe-me uma parte intacta, onde eu possa respirar meu próprio ar, onde eu seja capaz de me suportar em silêncio, conhecendo cada partícula que me compõe, cada forma que se opõe ao que sou, cada crise existencial que me caracteriza, cada conflito interno que me descava, que me aproxima da tão complexa aceitação. 

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

PÊNDULO

A ausência do sentir
A saudade que oscila
[Uma hora quente
Outra gélida]
Pendula em mim
Entre a gratidão
E o vazio.

Por Vitor Costa

quarta-feira, 10 de julho de 2019

A Formiga e a Folha

Pôster do filme "Medianeras" de Gustavo Taretto

Em uma daquelas belas manhãs de inverno, onde a luz solar se recusa a esquentar e qualquer penumbra reserva uma brisa gélida, uma formiga chama a atenção de olhos invisíveis. Estática no meio do asfalto de uma rua pouco movimentada, ela carrega uma folha, resquício de outono, com um esforço muito além da aparência. A folha é imensa perto da formiga.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

ECOS

Cena do filme "O Selvagem da Motocicleta" de Francis Ford Coppola

De todos os carros, bizarros
De todas as roupas, transloucas
De todas as casas, sem asas

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Mais um, Menos um

Cena do filme "Lost in Translation" de Sofia Coppola

Sou mais um na multidão
Sou menos um na colisão
De corpos, veículos e estrelas

terça-feira, 10 de julho de 2018

(PA)REDE SOCIAL

Cena do filme "Anomalisa" de Charlie Kaufman

Eu vejo sua foto
em um lugar lindo,
sorrindo.

sexta-feira, 30 de março de 2018

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Enigma

Cena do filme "Following" de Christopher Nolan

Na cama
Destroços do tempo
Você me emprestando o silêncio da Esfinge
E tudo distante, fora do alcance
Da minha compreensão 

quinta-feira, 18 de maio de 2017

O Mundo Desnudo

Cena do filme "Colateral" de Michael Mann

Ela atravessou a rua como se estivesse desfilando pela lua, os olhos dos carros reluziam em sua direção e os motores silenciaram para ouvir seus passos. Era a mais bela de toda a cidade, a loba cinzenta dos olhos dourados.


Por Vitor Costa