terça-feira, 21 de abril de 2015

Praia de Nudismo

Cena do filme "Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças" de Michel Gondry

Ela gosta de andar nua
Com o corpo e o coração expostos
Não importa quem atravessa a rua
Ela encara os rostos.

Nessa praia de nudismo, ela vive
Sob suas próprias regras
Com a solidão, ela convive
Carregando as pedras.

Sob a luz da sua face de veludo
E o dançar do seu cabelo rubro
Há uma vastidão de mundos
Que eu não sei como descubro.

Ela ama a vida 
Mas tem receio de viver
Ela anda despida
Mas tem medo de se conhecer.

Ela é o mistério que me define
É o meu extremo oposto nessa praia
Enquanto eu me agasalho na cabine
Ela já está correndo sem saia.

Há algo nela que me encanta
Quando, da praia, ela deixa a borda
E as palavras não saem da garganta
É o amor que a transborda.


Por Vitor Costa


22 comentários:

  1. Sabes... eu gosto mesmo do filme Brilho Eterno de Uma mente sem Lembranças... e gosto do Yann Tiersen justamente a arrasar na sonoridade do também grandioso filme Good Bye, Lenin
    No teu poema, tudo o que há, tudo o que nos faz sentir, é a descrição perfeita da única arma louvável de sedução entre os mortais: estar vivo.
    E quiçá seja uma vida clara; sincera e geradora de lembranças impossíveis de se apagar.

    Ser inesquecível não é algo pra qualquer um, só para quem sabe marcar presença.
    Mas sabe, uma praia de nudismo, costuma ser inesquecível, justamente por ser extremamente impactante, chocante. Curioso você usar justamente uma praia nudista como título para seu poema.

    Aff, música fabulosa.
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre brilhante nos comentários Priscila, análises profundas e bem elaboradas.

      Suas interpretações sempre ecoam na minha mente, tamanha a contundência.

      Que bom que gostou das referências fílmicas e sonoras.

      Beijos

      Excluir
  2. Assim como o protagonista da poesia, às vezes eu também me pego atribuindo todo o mistério da minha própria vida a outra pessoa, mesmo que isso, racionalmente falando, não faça o menor sentido. Acontece que minha imaginação é fértil — assim como a sua e de qualquer um que se interesse, por exemplo, pela Literatura — e meus sentimentos, acentuados. Tem-se ideia de como são meus devaneios e minhas crises existenciais...!

    Para encerrar... claro que o poema está encantador! E a música do final me deu vontade de assistir a "Adeus, Lênin!" de novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Lari, nós que apreciamos a arte, a subjetividade e a Literatura temos a tendência imaginativa de vislumbrar significados transcendentais à vida.

      Me deu vontade também Lari, faz tempo que o vi. rs

      Adorei seu comentário, beijos!

      Excluir
  3. Ao poema cinematográfico
    Um aceno de respeito
    Das letras, performático
    Até que se pegue o jeito

    Das literaturas atuais
    Poucos ainda rimam
    Apenas os menos normais
    Quase se aproximam

    Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fantástico e inventivo comentário Brunno! Adorei! Você deveria escrever mais poesias ;-)

      Abraços

      Excluir
  4. Olá moço, isso soa como uma metáfora acima de qualquer coisa. Talvez uma dupla personalidade, vejo reflexos nisso, adorei as sutilezas desenhadas nas suas palavras e a forma como moldou uma imagem com tão poucos detalhes e ao mesmo tempo com uma enxurrada dos mesmos.

    Deixe, então, que o amor transborde, pois se ali tu se afogar, morrerá satisfeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço imensamente pelo comentário. Quando uma poesia consegue despertar distintas interpretações e sensações é porque realmente ela foi bem-sucedida. Isso é inestimável para quem escreve.

      Adorei a última frase, talvez seja isso que eu deva fazer mesmo.

      Excluir
  5. Muito bom, Vitor. Soube encaixar muito bem a mensagem que queria transmitir com as rimas, a métrica, os sentimentos, ..., ficou gostoso de ler e a descrição da mulher despida, da nudez metafórica, ficou perfeita.

    Abraços do Girotto!

    Meus blogs literários:
    O Poeta e a Madrugada (Contos e Poesia)
    Dark Dreams Project (Contos de suspense e terror)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Dênis! Receber um comentário positivo seu é sempre uma enorme satisfação! Mais uma vez agradeço as palavras.

      Abraços

      Excluir
  6. Que Lindo como sempre!!!
    Me pergunto qual a inspiração????
    Manu
    bjsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Manu!!
      Ah a inspiração é uma pessoa real rsrs
      Beijos!!! Que bom que reapareceu por aqui ;-)

      Excluir
  7. Bom dia Vitor.. mas que baita poesia guri...
    usaste umas rimas que eu até hj com meus mais de mil sonetos não usei rsrs
    achei lega a das regras e pedras..
    sobre o tema.. muito bom.. para quem vê o nosso espiritual somos todos nus... somos todos luz.. abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, vindo de um poeta tão experiente e perfeccionista como você, esse elogio é inestimável!! Muito obrigado Samuel!

      Excluir
  8. Vitor, assim você me mata! rs
    Adoro a forma como você consegue organizar sentimentos em rimas.
    fica incrível e tocante.

    Amei poeta.

    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Ariana, fico imensamente feliz em saber disso! :-)

      Beijos

      Excluir
  9. Lindíssimo texto, querido!

    www.faroestemanolo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Cara!! Quando eu vi a imagem do Post eu já adorei, porque esse filme é simplesmente muito louco (e triste)!!
    E essa poesia?!! Me pergunto se ela só é algo ilusório ou se diz respeito a alguém real.. Se isso que ela faz é coisa da sua imaginação a respeito de alguém ou é tudo uma coisa que possa ter surgido do nada.

    Eu gostei!

    Olha, Vitor.. Me desculpa ter ficado ausente todo esse tempo, mas prometo me redimir.
    Continuo apreciando seu blog, ok?!

    Forte Abraço!

    Ah! O meu tá num link novo..
    O coração do Menino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom vê-lo por aqui Douglas, quanto tempo! Fico feliz que tenha apreciado a poesia. Ela foi inspirada em alguém real, na verdade, foi um pedido de alguém especial rs

      Imagino que deva estar bem ocupado com os seus projetos literários, né?

      Abraços Douglas, apareça mais ^^

      Excluir
  11. Lindo poema, e belo post! Gostei muito desse filme...
    Beijos e beijos e tenhas um bom dia!!!

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Lilly! Que bom que gostou :-D

      Tenha um excelente dia!

      Beijos

      Excluir